top of page
Head_blog.jpeg

Blog

  • DCRFuncional

Quer reforçar a sua saúde no inverno? Dicas essenciais para cuidar de si

Com a chegada dos dias mais frios, chega também a altura de redobrar os cuidados com a nossa saúde. A queda da temperatura, associada à baixa humidade do ar, faz com que nosso organismo sinta a mudança climática, tanto interna quanto externamente. Deixamos-lhe algumas dicas para cuidar da sua saúde no inverno.


woman-sneezing

No inverno ficamos mais suscetíveis a certos problemas. As temperaturas descem e os nossos sistemas imunitários ficam mais frágeis, sendo comum surgirem gripes e constipações. As constipações são leves e duram de três a cinco dias. Entre os sintomas estão a obstrução das vias respiratórias, espirros e dor de garganta. Analgésicos costumam dar conta do recado. Já a gripe é causada pelo vírus Influenza. Além dos sintomas da constipação, poderá ter ainda febre alta, dores no corpo e fadiga. Mas estas não são a únicas complicações que podem surgir nesta altura do ano:

  • Pneumonia: Pode ser resultado da gripe, porque as infecções virais diminuem a capacidade do corpo para resistir à bactéria. Os sintomas geralmente começam com febre e tosse.

  • Otite: Vírus e bactérias infectam o local e migram para o ouvido, causando dor intensa e febre. Proteja os seus ouvidos contra o vento frio, com lenços chapéus e casacos para prevenir infecções de ouvido.

  • Amigdalite: Mudanças bruscas de temperatura podem causar amigdalite. É uma doença causada por vírus e bactérias que se alojam nas amígdalas, causando dor de garganta ao engolir, mau hálito e febre.

  • Asma: Os pulmões também sofrem com a chegada do inverno. A inflamação das vias aéreas e dos pulmões, causada em especial pela poeira doméstica, pode provocar quadros de asma. Chiados no peito, tosse e sensação de falta de ar são os principais sintomas.

  • Bronquite: Trata-se de uma inflamação dos brônquios que, acometidos, impedem a chegada do ar aos pulmões. Tosse seca com chiado e tosse com catarro são os principais sintomas relatados. Analgésicos e descongestionantes nasais são as principais formas de tratamento.

  • Rinite: A rinite é causada pela irritação ou pela inflamação das mucosas nasais. Como consequência, sentimos coceiras e temos a sensação de nariz entupido.

  • Sinusite: É um pouco mais grave que a rinite, mas os sintomas iniciais são semelhantes. Os seios nasais, que são cavidades no crânio, em redor do nariz, ficam inflamados. Os sintomas são variados: dor de cabeça, pálpebras inchadas, nariz entupido, secreção nasal e dor nos olhos.

Deste modo, para garantir que enfrenta os próximos meses sem complicações, reunimos alguns cuidados que deverá ter com a sua saúde no inverno:


A voz


voice-woman-speaking

A voz é a mais importante forma de comunicação com grande impacto nas relações sociais e na vida profissional. Só o seu uso correto vai permitir ter uma voz saudável durante toda a vida.

  • Beba água: O consumo de água favorece a hidratação indireta da garganta e ajuda a lubrificar as cordas vocais.

  • Não beba quantidades excessivas de café, chá, bebidas gaseificadas e álcool. Todas estas bebidas desidratam o corpo e consumidas muito quentes ou muito frias podem danificar as cordas vocais.

  • Não esforce nem abuse da voz: Tente não falar muito tempo e em forte intensidade, em locais com ruído de fundo.

  • Evite a exposição ao ar condicionado:A variação da temperatura produz um efeito bastante negativo para a saúde vocal.

Aliviar as dores


woman-massaging-neck

Nos dias frios, o corpo humano reage naturalmente à mudança de temperatura. As temperaturas baixas têm tendência a aumentar as dores ósseas, lombares, musculares e articulares e é comum que alguma parte do nosso corpo comece a doer ou doa mais do que o habitual, especialmente em casos de lesões e traumas. Algumas dicas essenciais para aliviar as dores e ajudar com esses desconfortos:

  • Agasalhe-se corretamente: É imprescindível manter o corpo aquecido nesses dias, cobrindo as extremidades, como pés, punhos, mãos, pescoço e cabeça.

  • Aqueça o seu quarto: Se possível, coloque um aquecedor na divisão para auxiliar nas dores noturnas.

  • Massage: Fazer massagens ajuda a estimular a circulação e a destravar musculaturas enrijecidas, aliviando as dores.

  • Faça calor no local: Usar bolsas de água quente propiciará a atenuação imediata para dores musculares, no caso de dores crônicas e sem edema. Enquanto para as dores agudas e com inchaço, deve optar por compressas frias ou uma combinação das duas temperaturas, de 20 a 30 minutos.

  • Faça alongamentos: Alongar é essencial para evitar contrações musculares e ajudar na lubrificação das articulações.

Para aquelas que já apresentam fraturas antigas ou doenças ósseas degenerativas, caso a dor volte, recorrer às sessões de fisioterapia é uma boa estratégia para combatê-las.


A pele no inverno


hands

Durante esta época do ano é normal a pele desidratar devido às baixas temperaturas. Esse tipo de problema faz com que a pele se torne mais sensível, causando desconfortos desagradáveis. É crucial incluir a hidratação nas suas rotinas quer seja através da ingestão de líquidos seja através da aplicação de cremes hidratantes. É importante também fazer movimentos com os dedos, os braços e as pernas para estimular a circulação, e realizar movimentos de rotina que permitam melhorar a sua capacidade articular e de movimento.


A alimentação no inverno


balanced-and-colourful-aliments

É fundamental também adotar uma alimentação saudável e variada, de modo a fortalecer as nossas defesas. Com a chegada do inverno, a ingestão dos alimentos certos é ainda mais importante para podermos equilibrar o nosso sistema imunitário e ajudar a prevenir o aparecimento de complicações como gripes e constipações e as suas principais manifestações.

  • Alimentos com vitamina C: Para além dos citrinos, kiwis e frutos vermelhos como framboesas, amoras, mirtilos e morangos e ainda alguns vegetais como os brócolos, pimentos, pepinos e espargos.

  • Verduras de cor verde escura: Os legumes de cor escura como a couve-galega, couve Bruxelas, brócolos, espinafres ajudam na reposição do cálcio e são ricos em antioxidantes, ferro e folatos.

  • Frutos oleaginosos: As nozes, avelãs, castanhas e amêndoas, entre outros frutos, são boas fontes de calorias e nutrientes como vitaminas e minerais. Também ajudam a memória e a concentração.

  • Peixes gordos: Os peixes gordos (salmão, sardinha, cavala, atum, sardinha) são um dos melhores alimentos para o inverno, devido à “gordura boa” contida no ómega-3.

De modo geral, para reforçar a sua saúde no inverno e evitar complicações, cuidados básicos como lavar as mãos, cobrir a boca e o nariz ao espirrar ou tossir e evitar locais fechados e pouco arejados podem ser suficientes.

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page